Amiga GAY???

fantasticoO Fantástico – revista eletrônica semanal da Rede Globo – veiculou ontem matéria sobre a discriminação que algumas mulheres sofrem por terem amigas lésbicas. Mais uma vez, a Globo presta um desserviço denominando de gays as mulheres que amam, desejam e se relacionam afetivo-sexualmente com mulheres. A companheira Daniela Marques, da Sapataria, escreveu um comentário a respeito da matéria e enviou à produção. Leia abaixo.

Para assistir à matéria do Fantástico, clique aqui.

Em relação à matéria “Amiga Gay” vinculada no Fantástico no último domingo, considerações:

1. Se a matéria se tratava de mulheres lésbicas que têm amigas héteros, a chamada do quadro – assim como a intervenção de Patrícia Poeta – foi equívocada e deveria ser AMIGA LÉSBICA e não Amiga Gay e estas referências a “ser amiga de uma MULHER LÉSBICA”, não mulher gay. Primeiro pq mulheres que se relacionam com mulheres são lésbicas e não gays – termo utilizado a homens homossexuais; pra além disso, existe toda uma luta diária e constante em se reconhecer a mulher lésbica como uma sujeita-própria-de-sua-história-e-reconhecimento, a se contar o que foi a mobilização da mudança do nome da Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, realizada este ano com a presença e reconhecimento do presidente Lula, para Conferência Nacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais.LÉSBICAS NÃO SÃO GAYS e vice-versa.

2. A imagem recortada da novela – “A senhora não é lésbica, não pode deixar que falem mal de você assim”, defende a personagem Mariana, filha de Catarina – pretendeu-se a quê? Porque o ficou pro meu entendimento e ao entendimento de amigas heteros e lésbicas que viram a matéria foi que o termo/o ser lésbica como uma desqualificação, uma ofensa… O QUE NÃO É!!! Esta edição foi um desserviço. Se não se é lésbica, não há problema em negar que seja, assim como não há problema em sê-lo. O fato do meu afeto ser voltado pra mulheres, tais como eu não me ofende, desqualifica ou deve ser desculpa pra eu ser discriminada, agredida ou coisa que o valha.

3.E o mais grave dos desserviços da matéria, a declaração: “Com certeza, é melhor fingir não ser. Se eu fosse homossexual, eu não daria na cara assim como a gente deu”, afirma Karina Pagani, atriz. Mulheres lésbicas namoram tal qual outras pessoas – sejam estas héteros ou homossexuais – namoram não na distância e na “sem-gracesa” das atrizes. Mas não houve nada mais grave do que falar que é melhor fingir não ser, argh………….Eu e mais milhões de mulheres,nobres guerreiras, damos a cara a tapa (às vezes, literalmente) diariamente – seja em espaços privados ou públicos – pra poder viver nossos amores com outras mulheres e para superar e combater o leviano julgamento de quem fala que meu afeto é errado, anormal, doente, munido de qualquer discurso preconceituoso e tacanho como o que foi declarado; eu não posso ser enclausurada numa caixa porque as pessoas se preocupam e se chocam mais com o beijo que eu dou na minha namorada, do que com a violência que mata Elóas Brasil afora e balas perdidas que nos atigem dia-a-dia. POUPEM-ME!

4. O Fantástico perdeu uma grande oportunidade de falar sobre o Projeto de Lei 122 que criminaliza a Homofobia e está em tramitação no Congresso, esbarrando no preconceito tacanho dos legisladores, que inventam 1001 desculpas pra não aplicar sanções mais rigídas a motivações de discriminação sexual, que chegam a gerar crimes de ódio, infelizmente recorrentes, pelo simples fato de ser lésbica, gay, travestis ou transexual. A aprovação deste é emergencial porque o meu afeto não pode ser motivo pra quererem me limar, me matar,me esconder; eu não posso correr risco de morte porque sou mulher, negra, lésbica. Aqui mesmo no Distrito Federal estamos a tempos esperando a regulamentação da Lei Maninha(Lei 2615) – para o qual o governador Arruda faz vista grossa – que prevê sanções a todo preconceito motivado por orientação sexual. A lei Maria da Penha, também, é uma lei inovadora que protege a mulher, inclusive prevendo proteção a possível violência doméstica entre casal de lésbicas. Então se é pra ser de utilidade pública, mobilizem e publicizem a vigência e emergência destas leis, mas não respaldem a intolerância, porque ela não foi tão despercebida assim…

A vinculação de qualquer matéria deve ser pensada, observada e cuidada e ainda mais numa questão que polemiza tanto, ainda…ninguém estabelece vínculos, amizades buscando saber da orientação de fulano ou ciclano,ou seja, ninguém apresenta currículos ou cartas de referência para estabelecer amizades e talvez por isso eu não consiga classificar minhas amigas lésbicas, minhas amigas héteros, meus amigos gays, minhas amigas bissexuais, etc…são todas e todos meus amig@s.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://sapatariadf.wordpress.com/2008/12/08/amiga-gay/trackback/

RSS feed for comments on this post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Eu uso o termo gay para as mulheres também. Acho mais leve e mais curto do que lésbica. Adoro dizer que sou gay, acho super simpático. Nos Estados Unidos esse é um termo super comum, gay women. Facilita até para escrever um texto, serve como sinônimo. Acho até mais fácil os héteros adotarem o termo mulheres gays do que a palavra lésbica. Não vejo problema nenhum nisso. Não vejo problema na diversidade. Não acho que a palavra gay tenha nenhuma conotação negativa, muito pelo contrário.
    Acho que a gente tem que tomar cuidado para não patrulhar até quem está a favor. A indignação cai melhor para os contra, na minha opinião. Beijos gays, Sil

  2. ola, gostei muito do material de voces, estão de parabéns, tenho uma banda de rock, e temos uma musica que fala sobre preconceitos, chama-se Inquisiçao, se voces puderem acessar nosso site, http://www.imperiosocial.com, poderão ouvi-la, espero que gostem, um grande abraço e fiquem com Deus


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: