Grito dos excluídos 2009 – Denúncia GDF

Divulgamos aqui o convite para assembléia popular no DF:

QUE INDEPENDÊNCIA É ESSA?
07 DE SETEMBRO DE 2009 – GRITO DOS EXCLUÍDOS DF!
Irmãs e irmãos de caminhada e luta. Nestes próximos dias o Brasil comemora mais um 7 de setembro, o dia “oficial” da Independência. Por um lado fogos de artifício, bandeirinhas, festas. Por outro, DESEMPREGO, FALTA DE MORADIA, A SAUDE DA POPULACAO PRECARIA. Questionamos a independência proclamada pelo Estado Brasileiro. Que Independência é essa? Independência é o(s) governo(s) calar a voz do povo porque protesta contra o pagamento das dividas de bancos, grandes empresas, fazendeiros e construtoras? Independência com dívidas que eles contraíram e no final quem paga são os cofres públicos? No dia 7/setembro vai haver desfile militar oficial. Nós queremos ir paras ruas também, mas para tirar um grito da nossa garganta: o GRITO DOS EXCLUÍDOS E DAS EXCLUÍDAS.
 
Essas situações de dependência que vivemos ainda hoje são frutos do sistema capitalista, sistema que é pai e mãe desta crise econômica – aumento do desemprego, das falências, desigualdade social, pobreza e a crise política com a corrupção. Enquanto a crise tira empregos dos trabalhadores, nossos políticos e governantes gastam tempo e dinheiro na defesa de Sarney, Collor, Renan, Artur Virgilio, etc. e nosso dinheiro é desviado para salvar grandes empresas à beira da falência. A grande mídia, que teria um papel importante na denúncia de todos estes fatos, ataca os movimentos sociais, contribuindo para a criminalização dos pobres, daqueles que não aceitam calados esta situação.
 
NO DF, o governo trabalha diariamente para favorecer a elite burguesa, numa clara política de favorecimento dos poderosos. Vejamos alguns exemplos:
 
a) Enquanto o governo levantou rapidamente o setor Noroeste, de apartamentos valendo milhões, a política de moradia popular continua baseada no “cadastro” e na “lista de espera” que nunca chega. O NOROESTE vai ser construído em área de reserva ambiental, aprovado rapidamente pela Câmara Distrital, proporcionando, no futuro, graves problemas ambientais, agravando o calor e a seca da região.
 
b) O GDF gastou quase R$10 milhões com UM jogo de futebol, mas não aprova recursos para criar novos Conselhos Tutelares, garantindo o atendimento à Criança e adolescente, evitando o abandono publico e criando condições para um futuro digno. R$10 milhões bem aplicados podem resultar em 20 quadras de esporte nas zonas pobres de Brasília. 
 
c) Enquanto artistas populares do DF esperam apoio, Brasília se torna palco de grandes shows pagos pelo GDF, especialmente em seus aniversários.
 
d) Enquanto professores são desvalorizados, Arruda contrata aulas a distancia – tele-curso 2º grau – acordando com a Revista Veja e o Jornal Correio Braziliense a distribuição de exemplares nas escolas. Dias depois, Arruda aparece com uma longa entrevista na Revista VEJA.
 
e) Enquanto as lutas por moradia são tratadas como caso de polícia, os grileiros continuam a freqüentar os palácios do poder;
 
f) Enquanto os empresários conseguem rapidamente lotes no PRO-DF, os catadores de materiais recicláveis esperam, há anos, suas áreas e galpões.
 
g) Enquanto a polícia do GDF mantém uma política doutrinaria de vigiar e reprimir a população pobre, espancando e matando jovens da periferia brasiliense, o investimento em esporte, lazer e cultura é realocado em obras que devem garantir a re-eleição. O OBJETIVO DELES É SE MANTERERM  NO PODER E NAO A JUSTICA SOCIAL.
 
 h) Enquanto o sistema de SAUDE do GDF é considerado um dos PIORES DO BRASIL. As verbas da saúde são desviadas para acordos com a mídia local, calada pelo poder do dinheiro. DENUNCIAMOS que o GDF quer privatizar o hospital da cidade de Santa Maria. SAUDE é DIREITO FUNDAMENTAL, não privilegio o de quem pode pagar.
 
i) Enquanto o valor das passagens aumenta, fora da região central continuamos sem um transporte público digno.
 
Diante deste cenário, o que podemos fazer? Vamos a LUTA: reclamando nossos direitos e cobrando quando não são respeitados. Denunciamos toda prática que atenta contra a dignidade humana, contra as nossas riquezas e reservas naturais e contra a cultura e beleza do nosso povo. Vamos juntar forças em favor da aproximação e união dos povos neste Brasil, em novas e criativas expressões de arte e cultura, credo e orientação sexual, a partir da integração entre homens e mulheres, negros, índios, brancos, hetero e homossexuais.
 
Tudo isso é fazer política, é construir democracia. O princípio da democracia é o poder do povo, e não somente eleições que ocorrem a cada quatro anos. É necessário que o poder ESTEJA NÀS MÃOS DO POVO. Isto somente será possível com a organização nos espaços coletivos que participamos. É preciso que nosso povo unido lute e construa novas maneiras de viver. O poder não chegará às nossas mãos sem novas propostas e alternativas de manifestação popular, sem construir espaços de unidade de luta, sem a denúncia das injustiças e da cultura de morte. É por isso que fazemos esse chamado para o 7/setembro e GRITAMOS:
 
A FORÇA DA TRANSFORMAÇÃO ESTÁ NA ORGANIZAÇÃO POPULAR!
ARTICULAÇÃO GRITO DOS EXCLUÍDOS E ASSEMBLÉIA POPULAR DO DF E ENTORNO
http://assembleiapopulardf.blogspot.com/

Anúncios
Published in: on 04/09/2009 at 10:36  Deixe um comentário  
Tags: , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://sapatariadf.wordpress.com/2009/09/04/grito-dos-excluidos-2009-denuncia-gdf/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: